Você está preparado para o Gutenberg, o novo editor do WordPress?

A chegada do Gutenberg trará mudanças significativas para o WordPress e queremos ajudar você, nosso leitor, a conhecê-lo melhor e fazer uma transição suave para essa nova experiência de criação de conteúdo.

Por isso estamos preparando uma série de artigos sobre o Gutenberg. Nesse primeiro iremos explicar o que é o Gutenberg, quais mudanças esperadas e como você pode testá-lo antes do lançamento oficial.

O que é o Gutenberg?

É verdade que com o WordPress conseguimos criar sites altamente customizáveis e com layouts sofisticados.

O problema é que para conseguir isso é necessário muita dedicação e tempo, conhecimento aprofundado de códigos como HTML e CSS, uso de widgetsshortcodes e outros artifícios usados por temas e plugins para deixar o tema do jeito que você quer, e nem sempre você consegue e acaba se frustrando.

Buscando resolver esse problema foi criado o Gutenberg.

O Gutenberg é o novo editor do WordPress que promete uma maneira mais fácil e intuitiva de criar conteúdos multimídia e layouts personalizados.

Para proporcionar essa facilidade o Gutenberg utiliza como base os blocos de conteúdo.

Com os blocos, você pode inserir, reorganizar e dar estilo a conteúdos multimídias com muito pouco conhecimento técnico.

Exemplo de uso de um bloco no Gutenberg

Você pode fazer um teste agora mesmo acessando a página oficial do Gutenberg.

A principal idéia por trás dos blocos é padronizar e unificar a forma como criamos conteúdo e layouts hoje no WordPress (usando shortcodes, embeds, widgets, posts formats, custom post types, opções de temas, campos personalizados e outros elementos de formatação).

Os blocos buscam amplificar essas funcionalidades da qual o WordPress é capaz mas com uma experiência mais consistente e intuitiva para o usuário.

Os blocos incluem elementos de layout como colunas e botões, elementos multimídia como imagens, vídeos, embeds, dentre outros elementos personalizados que poderão ser criados por desenvolvedores de temas e plugins.

Gutenberg não só eleva a capacidade de criar conteúdos ricos dentro do WordPress, como também abre a possibilidade para desenvolvedores de temas e plugins criarem ferramentas ainda mais envolventes e visuais para os usuários.

O que esperar do Gutenberg

Na verdade o Gutenberg é mais do que só um editor.

Embora o editor seja o foco agora, o projeto terá impacto em toda a experiência de publicação dentro do WordPress, incluindo a personalização do site.

Gutenberg tem três etapas planejadas.

A primeira etapa, que será lançada junto com a versão 5.0 do WordPress, planejada para os próximos meses (talvez em Dezembro), concentra-se na experiência de criação de conteúdo, através dos blocos.

O uso e aprimoramento dos blocos será fundamental para abrir caminho para os estágios dois e três, planejados para o próximo ano, indo além como nos templates de páginas e, por último, na personalização completa do site.

Tem muita novidade vindo por aí, portanto é bom já ir se preparando.

Como testar agora o Gutenberg e fazer uma transição sem problemas

Desde o lançamento do WordPress 4.9.8, em 31 de julho, é exibido um aviso no Painel do WordPress convidando os usuários a experimentarem o Gutenberg através da instalação de um plugin.

Aviso que aparece no Painel administrativo após a atualização para o WordPress 4.9.8

Queremos encorajar você a aproveitar esta oportunidade para que possa se familiarizar com essa nova experiência desde já. Mas não faça esse teste em sites que estejam online em produção. Sempre que possível faça isso em um ambiente de testes e sempre faça backup do seu banco de dados e arquivos antes.

Como editar com o Gutenberg?

Com o plugin do Gutenberg instalado ele será ativado por padrão, basta clicar no título de um post ou página, ou clicar no link “Editar”.

Essencialmente, faça a mesma coisa que você sempre fez para editar um post.

Até o lançamento oficial do Gutenberg você poderá alternar entre o Gutenberg e o Editor Clássico. Para conseguir usar os dois depois do lançamento você deverá instalar o plugin que explicamos no próximo tópico.

E seu eu não estiver pronto para usar o Gutenberg?

Se você não tiver condições de se preparar até o lançamento oficial do Gutenberg, junto com a versão 5.0 do WordPress, ou após o lançamento precisar de mais tempo para se adaptar, há uma opção para instalar o plugin Classic Editor (ou Editor Clássico que é o atual TinyMCE), projetado para facilitar a transição para a nova experiência de edição.

Clique nesse botão para manter o Editor Clássico (TinyMCE) na atualização da versão 5.0

O plugin Editor Clássico restaura o editor anterior do WordPress, a tela padrão de edição de Post com o TinyMCE, e torna possível continuar usando os plugins que de alguma forma dependem do editor anterior ou adicionam as antigas meta box de campos personalizados.

O plugin possui dois modos que você pode controlar nas suas configurações (no menu Configurações > Escrita):

  1. Substituir o Gutenberg pelo editor clássico (padrão)
  2. Usar o Gutenberg por padrão e incluir links opcionais para reverter ao editor clássico.
Configurações do plugin Editor Clássico nas Configurações de Escrita do WordPress

Após instalado, por padrão, o plugin ocultará qualquer vestígio do novo editor Gutenberg, inclusive o aviso no Painel solicitando aos usuários que o experimentem.

Dessa forma você poder ficar tranquilo que não terá problemas quando o Gutenberg for lançado na próxima versão do WordPress.

Qual a melhor forma de me preparar para o Gutenberg?

A segunda opção do plugin Editor Clássico permite você usar ambos os métodos de edição para se adaptar durante um tempo de transição.

Isso ajudará você a experimentar o Gutenberg enquanto mantém a opção de voltar à familiar experiência do editor clássico em qualquer post.

Aproveite o tempo disponível até o lançamento do WordPress 5.0, que não tem data definida mas que irá ocorrer ainda esse ano, para poder alternar entre ambos os editores e ir se adaptando.

Querendo ou não o Gutenberg é o futuro do WordPress, não apenas na edição de posts e páginas, mas, provavelmente, será responsável por todas as edições que você fizer no seu site WordPress.

Portanto recomendamos fortemente que você comece a explorar a interface do Gutenberg e aprender a usá-la.

Esperamos que esse post e os próximos seja úteis para lhe ajudar nessa nova era do WordPress.

Conte pra gente nos comentários o que você acha do Gutenberg, se já começou a usá-lo e envie suas dúvidas.

Deixe aqui seu comentário